(54) 3045-9800 e 99999-0759 contato@antoniosevero.com.br

Lesões no golfe / Fratura do gancho do hamato

Hamato é um osso do carpo (punho), cuja fratura é comum em jogadores de golfe. Obviamente, não acomete somente esses esportistas, podemos citar como exemplo levantamento de peso, queda da própria altura e ato de martelar. O movimento do punho é complexo, pois coexistem movimentos simultâneos de flexão e extensão, lateralidade e circundução. Muitas atividades, como as citadas anteriormente, exigem um encaixe e movimentos com precisão dos ossos do punho com os respectivos tendões. Caso o esportista não possua força (resistência muscular) no punho, ele poderá causar uma lesão ao realizar movimentos, isso podendo acontecer de forma gradual ou por um único golpe traumático.

Sintomas

O paciente, geralmente, refere que está com tendinite (inflamação no tendão). Descreve dor em palma da mão, irradiando sensações de dolorimento para dedo mindinho (mínimo) e anular, podendo haver dormência e formigamento desses dedos por irritação do nervo ulnar. Os tendões são adjacentes ao gancho do hamato e os movimentos desses dedos podem ser dolorosos, dar uma sensação de “prender” ou “clicar” se esses tendões estiverem atritando com osso fraturado. Caso não seja tratado, poderá ocorrer neurite crônica do nervo ulnar e desgaste com rompimento dos tendões.

Cabe destacar que pode ocorrer ainda uma tendinite dolorosa secundária na parte interna do cotovelo, também chamada de epicondilite medial, devido ao desbalanço mecânico (mudança de postura, para evitar a dor) provocado por esforços repetitivos.

Como fazemos o diagnóstico:

Faz-se necessário o exame físico, radiografias e, às vezes, é necessário tomografia computadorizada para poder visualizar o gancho do hamato. Quanto mais cedo diagnosticado, melhores são os resultados do tratamento.

Tratamento Conservador

O tratamento geralmente consiste em repouso, talas, gelo, fisioterapia e medicamentos com analgésicos e anti-inflamatórios não esteroides. Se esses tratamentos iniciais falharem, as injeções de cortisona podem ser usadas a critério do seu médico. Em caso de melhora, é necessário, posteriormente, reforço muscular.

Tratamento Cirúrgico

A cirurgia é necessária quando o organismo do paciente não responde bem ao  tratamento conservador, ou quando o gancho do hamato está deslocado, provocando sintomas sem melhora clínica como dor contínua, dormência, formigamento ou irritação no tendão. Sendo assim, a cirurgia é necessária para fixar ou remover o fragmento ósseo quebrado.

Como evitar

É preciso aquecimento, reforço muscular e alongamento antes das atividades laborais e esportivas, isso diminui as chances de lesão. Você deve cuidar dores durante ou após a atividade.

Como citar este material: SEVERO, Antônio. Fratura do gancho do hamato. Passo Fundo, agosto de 2020, disponível em: www.antoniosevero.com.br, acesso em: dia, mês e ano.